Portal do Governo Brasileiro
Página InicialInformações ao ConsumidorProdutos Analisados Ventilador Elétrico de Teto
Produtos analisados
Relatório de análise em Whey Protein Relatório de Análise em Whey Protein
Fique Atento
  
.: Ventilador Elétrico de Teto :.

Resumo da Análise
Normas e Documentos de Referência
Laboratório responsável pelos Ensaios
Marcas Analisadas
Informações sobre as marcas analisadas
Ensaios realizados e resultados observados
Comentários
Conclusões
Conseqüências

Resumo da Análise

A análise de conformidade realizada em ventiladores elétricos de teto vai ao encontro do procedimento do Programa de Análise de Produtos quanto à seleção dos produtos, priorizando aqueles de uso intensivo e extensivo pela sociedade e que estejam relacionados a questões que envolvam a segurança dos consumidores.

Os primeiros ventiladores de teto surgiram há 35 (trinta e cinco) anos e foram montados a partir de modelos importados, utilizando-se motores de geladeira recondicionados.

A cidade de Catanduva, no interior de São Paulo, é conhecida como a capital dos ventiladores, pólo de expressiva importância sócio-econômica, onde, desde o início desta década, as seis fábricas locais apresentam um crescimento médio de 30% ao ano.

Em 1998, a produção da cidade totalizou 2 milhões de unidades, o que corresponde a um terço da produção nacional. Nesta cidade de 110 mil habitantes, o setor emprega cerca de 2% da população e é responsável por um faturamento superior a 60 milhões de reais.

O comércio deste produto aumentou consideravelmente nos últimos anos. Hoje, dificilmente encontramos uma casa, ou apartamento, que não tenha, pelo menos, um ventilador de teto pois, além do aspecto funcional e prático, muitos modelos também consideram o aspecto estético, decorando o ambiente.

O ventilador de teto é um produto relativamente barato, acessível a todas as classes sociais, até mesmo as mais baixas, que o consideram uma opção para o ar condicionado, a fim de amenizar os efeitos dos dias mais quentes.

Consumidores relatam acidentes com ventiladores de teto, na maior parte, ocorridos durante a manutenção ou devido a instalação deficiente do aparelho. Entretanto, muitos são os questionamentos dos consumidores em relação a este produto. São comuns as reclamações de que o aparelho trepida demais, fazendo muito barulho, que as lâmpadas utilizadas nas luminárias queimam com grande freqüência e, até mesmo, que não refrescam o suficiente.

A análise de conformidade realizada pelo Inmetro não verificou itens relacionados ao desempenho do aparelho, e sim, àqueles relacionados à sua segurança, ou seja, de possíveis riscos que ele possa oferecer à segurança de seus usuários.

Normas e Documentos de Referência

Para a realização dos ensaios foram utilizadas as seguintes normas:

  • EB-2128/NBR 11.829, de maio de 1991: Ventiladores Elétricos para Uso Doméstico e Similar – Requisitos de Segurança;
  • EB-1888/NBR 10.491, de setembro de 1988: Aparelhos Eletrodomésticos de Pequeno Porte – Requisitos de Segurança – Especificação,
  • MB-2890/NBR 10.492, de setembro de 1988: Aparelhos Eletrodomésticos de Pequeno Porte: Verificação dos Requisitos de Segurança – Método de Ensaio;
  • IEC 60.598-1/1996: Luminaires – Part 1: General Requirements and Tests;
  • NBR 6.514/1986: Aparelhos Eletrodomésticos e Eletroprofissionais – Terminologia;
  • NBR 13.249/1995: Cabos e Cordões Flexíveis para Tensões até 750 V

Laboratório responsável pelos ensaios

Os ensaios foram realizados pelo Laboratório de Avaliação Elétrica do Instituto de Pesquisas Tecnológicas – IPT – da Universidade de São Paulo, integrante da Rede Brasileira de Laboratórios de Ensaios credenciados no Sinmetro – Sistema Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial.

Marcas analisadas

A análise foi precedida de uma pesquisa de mercado realizada em 08 (oito) Estados: Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, Bahia, Goiás, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Pará que identificou 39 (trinta e nove) diferentes modelos de 13 (treze) fabricantes/importadores do produto. A pesquisa evidenciou a penetração de importados, especialmente, chineses e da grande participação do interior de São Paulo.

Considerando que uma das diretrizes do Programa é analisar a tendência de conformidade do produto, não sendo necessário, portanto, analisar todas as marcas disponíveis no mercado nacional, foram selecionados 08 (oito) diferentes fabricantes de ventiladores elétricos de teto, adquirindo-se amostras do modelo mais simples fabricado por cada um deles, para que fossem submetidos aos ensaios de conformidade.

Informações sobre as marcas analisadas

Com relação às informações contidas na homepage sobre o resultados dos ensaios, você vai observar que identificamos as marcas dos produtos analisados apenas por um período de 30 dias. Julgamos importante que você saiba os motivos:

  • As informações geradas pelo Programa de Análise da Qualidade de Produtos são pontuais, podendo ficar desatualizadas após pouco tempo. Em vista disso, tanto um produto analisado e julgado adequado para consumo pode tornar-se impróprio, como o inverso, desde que o fabricante tenha tomado medidas imediatas de melhoria da qualidade, como temos freqüentemente observado. Só a certificação dá ao consumidor a confiança de que uma determinada marca de produto está de acordo com os requisitos estabelecidos nas normas e regulamentos técnicos aplicáveis. Os produtos certificados são aqueles comercializados com a marca de certificação do Inmetro, objetos de um acompanhamento regular, através de ensaios, auditorias de fábricas e fiscalização nos postos de venda, o que propicia uma atualização regular das informações geradas.
  • Após a divulgação dos resultados, promovemos reuniões com fabricantes, consumidores, laboratórios de ensaio, ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnica e outras entidades que possam ter interesse em melhorar a qualidade do produto em questão. Nesta reunião, são definidas ações para um melhor atendimento do mercado. O acompanhamento que fazemos pode levar à necessidade de repetição da análise, após um período de, aproximadamente, de 1 ano. Durante o período em que os fabricantes estão se adequando e promovendo ações de melhoria, julgamos mais justo e confiável, tanto em relação aos fabricantes quanto aos consumidores, não identificar as marcas que foram reprovadas.
  • Uma última razão diz respeito ao fato de a INTERNET ser acessada por todas as partes do mundo e informações desatualizadas sobre os produtos nacionais poderiam acarretar sérias conseqüências sociais e econômicas para o país.

Ensaios realizados e resultados observados

As amostras de ventiladores elétricos de teto foram avaliadas com o objetivo de verificar se estas traziam todas as informações técnicas necessárias sobre o produto e se ofereciam algum tipo de risco à segurança do usuário, de acordo com as seguintes classes de análise:

  1. Marcas e Indicações
  2. De acordo com as normas utilizadas, o aparelho deve trazer, em seu corpo, marcado de forma duradoura, especificações técnicas sobre o produto como, por exemplo, sua potência ou corrente nominal e indicações claras de como ligar e desligar o aparelho e das diferentes velocidades que ele possui.

    Além disso, o folheto de instruções que o acompanha deve trazer, de forma clara, todas as informações técnicas sobre o produto, principalmente, sobre sua instalação, funcionamento e manutenção.

    Neste ensaio, todas as amostras dos modelos analisados foram consideradas Não Conformes em, pelo menos, uma das características verificadas. O maior número de não conformidades foi detectado no item que verifica se constam todas as especificações técnicas do aparelho.

  3. Proteção contra Choques Elétricos
  4. Estes ensaios utilizam dispositivos (o dedo padrão e o pino de ensaio) que verificam, através de simulações, se o aparelho oferece proteção adequada contra contatos acidentais com partes que tenham risco de expor os usuários a choque elétrico durante qualquer tipo de operação, seja durante uma simples limpeza do aparelho ou por uma atividade anormal como, por exemplo, pela inserção de uma ferramenta ou do próprio dedo no interior da carcaça do aparelho. De acordo com a norma, os dispositivos utilizados não devem tocar nenhuma parte viva do aparelho.

    As não conformidades nesta classe de ensaios são consideradas críticas, pois indicam que a amostra do modelo analisado oferece risco à segurança do usuário pelo contato com partes vivas, ocasionando choque.

    As amostras dos 07 (sete) modelos que possuem luminária, foram consideradas não conformes pois a rosca da lâmpada permanece exposta, mesmo depois de ter sido colocada no bocal.

    As amostras de 06 (seis) modelos foram consideradas não conformes, pois o dedo padrão toca no corpo do motor, no interior da carcaça do aparelho.

    As amostras de 04 (quatro) modelos foram consideradas não conformes pois os dispositivos utilizados tocam no enrolamento do motor.

    Todos os modelos analisados foram considerados não conformes em, pelo menos, um dos itens verificados.

  5. Potência de Entrada e Corrente
  6. Esses ensaios verificam se o consumo de energia das amostras dos modelos analisados corresponde às especificações de potência e corrente elétrica indicadas pelos fabricantes no produto. Quanto menor o valor encontrado durante os ensaios, menor será o consumo de energia e, consequentemente, mais econômico será o produto.

    Dos modelos analisados, apenas dois indicavam essas informações, enquanto outros dois modelos apresentavam, respectivamente, apenas as especificações de potência e de corrente nominal. Estes modelos foram considerados conformes em relação às informações declaradas por seus fabricantes.

    As amostras dos demais modelos não apresentavam nenhuma informação e, portanto, este ensaio, para estes modelos, teve caráter apenas informativo.

  7. Vida do Aparelho
  8. Nesta classe de ensaios, são simuladas situações que podem ocorrer durante o tempo de vida do aparelho. As amostras permanecem em funcionamento durante 48 (quarenta e oito) horas, sendo submetidas a variações de tensão (acima e abaixo da nominal) a fim de que sejam verificadas a resistência de isolação do aparelho, não sendo permitida a ocorrência de nenhum tipo de faiscamento ou falha.

    Todas as amostras foram consideradas conformes.

  9. Detalhes Construtivos

Os ensaios desta classe verificam as características construtivas dos aparelhos como, por exemplo, se possuem proteção adequada contra umidade, se o material isolante é adequado, se a fiação utilizada, tanto para o motor do ventilador, quanto para a luminária, possui todas as marcações especificadas em norma e se está corretamente dimensionada para a corrente que o alimentará, a fim de evitar possíveis problemas de superaquecimento do produto.

Além disso, é verificado se os guias dos fios possuem bordas cortantes capazes de cortá-los, por exemplo, durante a instalação do aparelho, o que poderia favorecer a exposição de partes vivas e, consequentemente, provocar um curto-circuito.

As amostras de quatro modelos foram considerados não conformes pois a fiação utilizada no produto não trazia todas as marcações consideradas obrigatórias.

Outra não conformidade encontrada, desta vez relacionada, especificamente, à fiação da luminária, foi detectada nas amostras de dois modelos que apresentavam fiação com dimensões abaixo dos limites permitidos por norma.

Comentários

Desde o início da análise de conformidade realizada pelo Inmetro, a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica – ABINEE tem mobilizado os fabricantes no intuito de elaborar, no âmbito da Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT, norma brasileira específica para ventiladores elétricos de teto, como tentativa de regulamentar o setor, o que pode ser comprovado pela análise dos posicionamentos enviados ao Inmetro, onde todos demonstram interesse em implementar melhorias na fabricação de seus produtos.

Conclusões

De acordo com os resultados obtidos, conclui-se que a tendência da qualidade dos ventiladores elétricos de teto disponíveis no mercado nacional é de estarem não conformes em relação aos requisitos verificados das normas de segurança utilizadas como base para a realização dos ensaios.

Todas as amostras dos modelos analisados foram consideradas não conformes em relação aos itens que verificam as marcações (especificações técnicas) e instruções (instalação, funcionamento e manutenção) que acompanham os produtos. Estas informações são importantes para o consumidor, uma vez que a correta instalação e manutenção do aparelho são aspectos fundamentais para a utilização segura do produto.

Também foi verificado índice de 100% (cem por cento) de não conformidade no que se refere à proteção adequada do aparelho, para que este não ofereça riscos à segurança de seus usuários.

Quanto aos detalhes construtivos, as amostras de dois modelos foram considerados não conformes por apresentarem problemas em relação à fiação utilizada.

Todos os modelos analisados foram considerados conformes em relação aos itens que verificam a vida do aparelho e se o consumo de energia do aparelho está de acordo com as especificações técnicas declaradas por seus fabricantes.

Apesar da extensão das não conformidades encontradas, tais problemas podem ser facilmente solucionados. Uma simples revisão do manual de instruções e do produto, inserindo as informações ausentes, a colocação de um fio-terra, para que o aparelho seja aterrado no momento da instalação, para reduzir os riscos de choque elétrico, e a utilização de fiação que atendam às especificações da norma, elevaria o nível de conformidade do produto.

Conseqüências

DATA

AÇÃO

28/03/1999

Divulgação no Programa Fantástico da Rede Globo de Televisão

Abril/1999

Reunião com representantes da Associação Brasileira da Indústria Eletro-Eletrônica - ABINEE, do Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo - IPT, laboratório responsável pelos ensaios, e do INMETRO com o objetivo de definir de medidas de melhoria para o setor.

Principal Definição: Criação de norma brasileira - NBR específica para o produto. A norma utilizada era aplicável a todos os tipos de ventiladores.

30/06/2000

Publicação de Norma Técnica NBR 14.532: Segurança de Aparelhos Eletrodomésticos e Similares - Requisitos Particulares para Ventiladores de Teto

Abril/2001

Início do processo de repetição da análise da conformidade do produto, após a implementação das medidas de melhoria no setor.


Veja Também:

Ventilador de Teto



Acessibilidade
Acidente de Consumo: relate seu caso
Alerta Exportador!
Anuência - Importação
Atividades de Ensaios de Proficiência do Inmetro
Biocombustíveis
Carta de Serviços ao Cidadão
Cartilha Plugues e Tomadas
Consultas Públicas
Documentos Orientativos sobre Certificação ISO 9001:2008
Empresas Certificadas ISO 9001
Empresas Certificadas ISO 14001
Empresas Prestadoras de Serviços de Inspeção Técnica e Manutenção em Extintores de Incêndio
Indique! Sugestão para o Programa de Análise de Produtos
Instaladores Registrados de Gás Natural Veicular (GNV)
Mapa de Localização do Campus
Marca, Símbolos e Selos Inmetro
Organismos de Certificação e de Inspeção Acreditados
Ouvidoria
Padronização de Produtos Pré-Medidos
Plugues e Tomadas
Portarias e Regulamentos Técnicos Metrológicos e de Avaliação da Conformidade
Produtos Analisados
Produtos e Serviços com Conformidade Avaliada
Programa Brasileiro de Avaliação da Conformidade - PBAC
Publicações
Sistema de Consulta de Recalls (DPDC)
Tabelas de Eficiência Energética - PBE


Nossos Endereços

  • Prédio da Rua Santa Alexandrina

    PABX: (21) 2563-2800

    Rua Santa Alexandrina, 416

    Rio Comprido - Rio de Janeiro - RJ

    CEP: 20261-232

  • Campus Xerém

    PABX: (21) 2679-9001

    Av. Nossa Senhora das Graças, 50

    Xerém - Duque de Caxias - RJ

    CEP: 25250-020

  • Prédio da Rua Estrela

    PABX: (21) 3216-1000

    Rua Estrela, 67

    Rio Comprido - Rio de Janeiro - RJ

    CEP: 20251-900

  • Superintendência de Goiás - Surgo

    PABX: (62) 3237-3500

    Av. Berlim, 627

    Setor Sul - Goiânia - GO

    CEP: 74170-110

  • Brasília

    PABX: (61) 3340-1710

    EQN 102/103 - Lote 1, Asa Norte

    Brasília - DF

    CEP: 70722-400

  • Superintendência do R. G. do Sul - Surrs

    PABX: (51) 3342-1155

    Rua 148, s/nº

    São Geraldo - Porto Alegre - RS

    CEP: 90240-581

Inmetro © 1993 - 2012. Todos os direitos reservados.