Portal do Governo Brasileiro
Página InicialInformações ao ConsumidorProdutos Analisados Reator Eletromagnético
Produtos analisados
Relatório de análise em Whey Protein Relatório Final Manual de Glicossímetros e Acessórios
Fique Atento
  
.: Reator Eletromagnético :.

Objetivo
Justificativa
Normas e Documentos de Referência
Laboratório Responsável pelos Ensaios
Marcas  Analisadas
Informações das Marcas Analisadas
Ensaios Realizados
Resultados Obtidos
Resultado Geral
Conclusões
Conseqüências

Objetivo da Análise

A apresentação dos resultados obtidos nos ensaios realizados em reator eletromagnético é parte integrante dos trabalhos do Programa de Análise de Produtos desenvolvido pelo Inmetro com os seguintes objetivos:

  1. prover mecanismos para que o Inmetro mantenha o consumidor brasileiro informado sobre a adequação dos produtos aos Regulamentos e Normas Técnicas, contribuindo para que ele faça escolhas melhor fundamentadas, tornando-o mais consciente de seus direitos e responsabilidades;
  2. fornecer subsídios para a indústria nacional melhorar continuamente a qualidade de seus produtos;
  3. diferenciar os produtos disponíveis no mercado nacional em relação à sua qualidade, tornando a concorrência mais equalizada;
  4. tornar o consumidor parte efetiva deste processo de melhoria da qualidade da indústria nacional.

Deve ser destacado que estes ensaios não se destinam a aprovar marcas ou modelos de produtos. O fato das amostras analisadas estarem ou não de acordo com as especificações contidas em uma norma/regulamento técnico indica uma tendência do setor em termos de qualidade, em um determinado tempo. A partir dos resultados obtidos são definidas, em articulação com as partes interessadas, as ações necessárias de apoio aos setores produtivos na busca da melhoria da qualidade dos produtos, tornando o produto nacional mais competitivo e contribuindo para que o consumidor tenha, à sua disposição no mercado, produtos adequados às suas necessidades.

Justificativa da Análise

No decorrer de quatro anos (96-99) de desenvolvimento, o Programa de Análises de Produtos do Inmetro analisou produtos ligados diretamente à iluminação, tanto residencial quanto comercial. Foram ensaiadas Luminárias, Lâmpadas Incandescentes, Lâmpadas Fluorescentes Compactas e Lâmpadas Natalinas.

Mantendo esta orientação, para o ano 2000, além de Reatores Eletromagnéticos, cujos resultados estão descritos neste relatório, estão planejadas análises em Reatores Eletrônicos, Lâmpadas Fluorescentes Tubulares e uma nova análise em Luminárias.

O Plano de Ação 2000, do Sistema Brasileiro de Certificação, prevê a criação de um programa de avaliação da conformidade para reatores eletromagnéticos. Este programa estabelecerá requisitos mínimos de desempenho e segurança que devem ser atendidos pelos reatores.

Os ensaios ora realizados em reatores eletromagnéticos pretendem verificar se os produtos disponíveis atualmente no mercado já oferecem a segurança necessária para os usuários e se possuem um desempenho adequado à sua utilização.

Normas e Documentos de Referência

  • NBR 5114 - jun/1998 - Reatores para lâmpadas fluorescentes tubulares - Especificação;
  • NBR 5172 - jun/1998 - Reatores para lâmpadas fluorescentes tubulares - Ensaios.

Laboratório Responsável pelos Ensaios

Os ensaios foram realizados pelo Laboratório de Iluminação do Centro de Pesquisas de Energia Elétrica – CEPEL, localizado no Rio de Janeiro.

Marcas  Analisadas

A análise foi precedida de uma pesquisa de mercado realizada pelos Institutos de Pesos e Medidas – IPEMs em 11 (onze) estados: Goiás, Pará, Amazonas, Bahia, Rio Grande do Norte, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

O reator eletromagnético pode ser dividido em duas classificações: reator de partida rápida e reator de partida convencional (com starter). Para ambas as classificações foram ensaiados os modelos mais utilizados:

  • reator de partida rápida para duas lâmpadas fluorescentes de 40 Watts de potência e 220 Volts de tensão de corrente elétrica (2 x 40 W x 220 V);
  • reator de partida convencional para uma lâmpada fluorescente de 20 Watts de potência e 110 Volts de tensão de corrente elétrica (1 x 20 W x 110 V).

As tabelas a seguir, relacionam as marcas e os fabricantes que tiveram amostras de seus produtos analisados.

Reator de partida convencional
(1 x 20 W x 110 V)
Reator de partida rápida
(2 x 40 W x 220 V)
Marca
Origem
Marca
Origem

A

SP

G

SP

B

RS

H

SP

C

SP

I

RS

D

SP

J

SP

E

SP

K

SP

F

RS

L

SP

   

M

RS

   

N

SP


Informações das Marcas Analisadas

Com relação às informações contidas na homepage sobre o resultados dos ensaios, você vai observar que identificamos as marcas dos produtos analisados apenas por um período de 90 dias. Julgamos importante que você saiba os motivos:

  • As informações geradas pelo Programa de Análise de Produtos são pontuais, podendo ficar desatualizadas após pouco tempo. Em vista disso, tanto um produto analisado e julgado adequado para consumo pode tornar-se impróprio, como o inverso, desde que o fabricante tenha tomado medidas imediatas de melhoria da qualidade, como temos freqüentemente observado. Só a certificação dá ao consumidor a confiança de que uma determinada marca de produto está de acordo com os requisitos estabelecidos nas normas e regulamentos técnicos aplicáveis. Os produtos certificados são aqueles comercializados com a marca de certificação do Inmetro, objetos de um acompanhamento regular, através de ensaios, auditorias de fábricas e fiscalização nos postos de venda, o que propicia uma atualização regular das informações geradas.

  • Após a divulgação dos resultados, promovemos reuniões com fabricantes, consumidores, laboratórios de ensaio, ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnica e outras entidades que possam ter interesse em melhorar a qualidade do produto em questão. Nesta reunião, são definidas ações para um melhor atendimento do mercado. O acompanhamento que fazemos pode levar à necessidade de repetição da análise, após um período de, aproximadamente, de 1 ano. Durante o período em que os fabricantes estão se adequando e promovendo ações de melhoria, julgamos mais justo e confiável, tanto em relação aos fabricantes quanto aos consumidores, não identificar as marcas que foram reprovadas.

  • Uma última razão diz respeito ao fato de a Internet ser acessada por todas as partes do mundo e informações desatualizadas sobre os produtos nacionais poderiam acarretar sérias conseqüências sociais e econômicas para o país.


Ensaios Realizados

O reator eletromagnético é, basicamente, um equipamento ligado entre a rede elétrica e as lâmpadas fluorescentes e tem como principal objetivo assegurar o desempenho correto das lâmpadas fluorescentes.

Verificação das Marcações/Informações

Esta etapa se destina a verificar se as marcações/informações contidas no produto estão de acordo com as especificadas na norma

  • nome ou marca do fabricante
  • tensão nominal em volts
  • corrente nominal em ampéres
  • tipo de lâmpada a que se destina
  • potência nominal da lâmpada em watts
  • freqüência nominal em hertz
  • esquema de ligações
  • fator de potência
  • temperatura máxima de operação do enrolamento
  • elevação de temperatura do enrolamento
  • tipo de reator
  • fator de eficácia (somente reator de partida rápida)

Ensaios de Desempenho

Os ensaios deste grupo verificam os requisitos necessários ao perfeito desempenho do reator eletromagnético e, consequentemente, ao perfeito desempenho (luminosidade, durabilidade, consumo de energia, etc.) das lâmpadas fluorescentes a que estão ligados.

  • tensão de circuito aberto
  • tensões de pré-aquecimento (reator de partida rápida)
  • corrente de pré-aquecimento (reator convencional)
  • potência de descarga da lâmpada (reator convencional)
  • nível relativo de luz (reator de partida rápida)
  • corrente fornecida à lâmpada
  • regulação
  • fator de potência do reator
  • corrente de alimentação do reator
  • rendimento (reator de partida convencional)
  • fator de eficácia (reator de partida rápida)
  • fator de crista da corrente
  • fator de crista da tensão
  • elevação de temperatura

Ensaios de Segurança

Os ensaios deste grupo verificam se os reatores apresentam, durante o seu funcionamento, riscos à segurança do usuário. Estes ensaios verificam a possibilidade do usuário receber um choque elétrico ao manusear o reator ligado à rede elétrica.

  • resistência de isolamento
  • tensão aplicada ao dielétrico

Resultados Obtidos

Os resultados obtidos foram separados por tipo de reator analisado. As tabelas presentes nos itens referentes aos ensaios de desempenho e aos ensaios de segurança destacam as marcas não conformes, os ensaios onde ocorreram as não conformidades e o significado destas para os usuários.

REATOR DE PARTIDA CONVENCIONAL (1 X 20 W X 110 V)

1. Verificação das Marcações/Informações

Todas as marcas apresentaram as marcações/informações especificadas pela norma.

2. Ensaios de Desempenho

MARCAS NÃO CONFORMES

ENSAIOS

SIGNIFICADO PARA O USUÁRIO

F

Potência de Descarga da Lâmpada

A lâmpada acoplada a este reator emite menos luz do que deveria.

D

Potência de Descarga da Lâmpada

A lâmpada acoplada a este reator emite menos luz do que deveria.

Fator de Crista da Corrente

A lâmpada acoplada a este reator terá a sua durabilidade reduzida.

Regulação

O reator não garante à lâmpada consumo de energia ou emissão de luz adequados.

As marcas A, B, C e E foram consideradas conformes em todos os ensaios realizados neste grupo.

3. Ensaios de Segurança

Todas as marcas foram consideradas conforme neste grupo de ensaios.

REATOR DE PARTIDA RÁPIDA (2 X 40 W X 220 V)

1. Verificação das Marcações/Informações

As marcas J, I, K, L e N não apresentaram o Símbolo E - Fator de Eficácia.

As demais marcas apresentaram todas as marcações/informações especificadas pela norma.

2. Ensaios de Desempenho

Marcas
Não Conformes

Ensaios

Significado Para o Usuário

J

Nível Relativo de Luz

A lâmpada acoplada a este reator emite menos luz do que deveria.

Elevação de Temperatura

O reator terá sua durabilidade reduzida.

M

Condições de Pré-Aquecimento

A lâmpada acoplada a este reator terá a sua durabilidade reduzida.

Nível Relativo de Luz

A lâmpada acoplada a este reator emite menos luz do que deveria.

Fator de Eficácia

O consumo de energia do conjunto lâmpada-reator não condiz com a luz emitida pela lâmpada.

G

Tensão de Circuito Aberto

A lâmpada acoplada a este reator terá a sua durabilidade reduzida.

Nível Relativo de Luz

A lâmpada acoplada a este reator emite menos luz do que deveria.

Fator de Eficácia

O consumo de energia do conjunto lâmpada-reator não condiz com a luz emitida pela lâmpada.

N

Nível Relativo de Luz

A lâmpada acoplada a este reator emite menos luz do que deveria.

Fator de Eficácia

O consumo de energia do conjunto lâmpada-reator não condiz com a luz emitida pela lâmpada.

Elevação de Temperatura

O reator terá sua durabilidade reduzida.

K

Fator de Eficácia

O consumo de energia do conjunto lâmpada-reator não condiz com a luz emitida pela lâmpada.

As marcas H, I e L foram consideradas conformes em todos os ensaios realizados neste grupo.

3. Ensaios de Segurança

Marcas Não Conformes

Ensaios

Consequencias

K

Tensão Aplicada ao Dielétrico

O reator não garante ao usuário proteção contra choques elétricos.

As marcas J, M, G, N, L, H e I foram consideradas conformes em todos os ensaios realizados neste grupo.

Resultado Geral

Para que uma determinada marca seja considerada conforme, esta deve atender a todos os requisitos ensaiados.

Resultado Geral

Marca

Reator de
Partida Rápida
(2 x 40 W x 220 V)

Marca

Reator de Partida Convencional
(1 x 20 W x 110 V)

M

Não conforme

F

Não conforme

H

Conforme

A

Conforme

B

Não conforme

I

Conforme

C

Não conforme

J

Conforme

K

Não conforme

D

Não conforme

L

Não conforme

E

Conforme

G

Não conforme

   

N

Não conforme



Conclusões

Os resultados obtidos evidenciam uma diferença entre a tendência de qualidade dos reatores de partida convencional e os reatores de partida rápida.

Os resultados apresentados pelos de REATORES DE PARTIDA CONVENCIONAL (1 x 20 W x 110 V) analisados apresentaram um comportamento melhor: das 6 (seis) marcas analisadas, duas, F e D, apresentaram não conformidades em ensaios relacionados ao desempenho do produto. As marcas A, B, C e E, de REATOR DE PARTIDA CONVENCIONAL (1 x 20 W x 110 V), foram consideradas conformes em todos os ensaios realizados.

Por outro lado, no caso do REATOR DE PARTIDA RÁPIDA (2 x 40 W x 220 V), os resultados obtidos foram mais críticos: das 8 (oito) marcas analisadas, somente três, L, H e I, foram consideradas conformes em todos os ensaios de segurança e desempenho realizados. As marcas J, M, G, K e N apresentaram não conformidades em ensaios relacionados ao desempenho do produto. Sendo que a marca K apresentou não conformidades também em ensaios relacionados à segurança do produto.

A análise dos resultados obtidos enfatiza a importância da criação de um programa de avaliação de conformidade para reatores eletromagnéticos. Este programa tem como principal objetivo garantir a presença, no mercado nacional, de produtos com desempenho e segurança adequados ao consumidor.

Conseqüências

Data

Ações

16/07/2000

Divulgação no Programa Fantástico da Rede Globo de Televisão

 

O produto foi incluído no Programa Brasileiro de Avaliação da Conformidade - PBAC e será objeto de certificação compulsória, ou seja, obrigatoriamente, todas as marcas de reator eletromagnético deverão ostentar a Marca da Certificação.

30/03/2001

Publicação da Portaria INMETRO nº 40 que institui a certificação compulsória de reatores eletrônicos para lâmpadas fluorescentes tubulares.

Acessibilidade
Acidente de Consumo: relate seu caso
Alerta Exportador!
Anuência - Importação
Atividades de Ensaios de Proficiência do Inmetro
Biocombustíveis
Carta de Serviços ao Cidadão
Cartilha Plugues e Tomadas
Consultas Públicas
Documentos Orientativos sobre Certificação ISO 9001:2008
Empresas Certificadas ISO 9001
Empresas Certificadas ISO 14001
Indique! Sugestão para o Programa de Análise de Produtos
Instaladores Registrados de Gás Natural Veicular (GNV)
Mapa de Localização do Campus
Marca, Símbolos e Selos Inmetro
Organismos de Certificação e de Inspeção Acreditados
Ouvidoria
Padronização de Produtos Pré-Medidos
Plugues e Tomadas
Portarias e Regulamentos Técnicos Metrológicos e de Avaliação da Conformidade
Produtos Analisados
Produtos e Serviços com Conformidade Avaliada
Programa Brasileiro de Avaliação da Conformidade - PBAC
Publicações
Sistema de Consulta de Recalls (DPDC)
Tabelas de Eficiência Energética - PBE


Nossos Endereços

  • Prédio da Rua Santa Alexandrina

    PABX: (21) 2563-2800

    Rua Santa Alexandrina, 416

    Rio Comprido - Rio de Janeiro - RJ

    CEP: 20261-232

  • Campus Xerém

    PABX: (21) 2679-9001

    Av. Nossa Senhora das Graças, 50

    Xerém - Duque de Caxias - RJ

    CEP: 25250-020

  • Prédio da Rua Estrela

    PABX: (21) 3216-1000

    Rua Estrela, 67

    Rio Comprido - Rio de Janeiro - RJ

    CEP: 20251-900

  • Superintendência de Goiás - Surgo

    PABX: (62) 3237-3500

    Av. Berlim, 627

    Setor Sul - Goiânia - GO

    CEP: 74170-110

  • Brasília

    PABX: (61) 3340-1710

    EQN 102/103 - Lote 1, Asa Norte

    Brasília - DF

    CEP: 70722-400

  • Superintendência do R. G. do Sul - Surrs

    PABX: (51) 3342-1155

    Rua 148, s/nº

    São Geraldo - Porto Alegre - RS

    CEP: 90240-581

Inmetro © 1993 - 2012. Todos os direitos reservados.