Portal do Governo Brasileiro
Página InicialInformações ao ConsumidorProdutos AnalisadosColchão de Espuma Flexível de Poliuretano
Produtos analisados
Relatório de análise em Whey Protein Relatório de Canetas a Laser
Fique Atento
  
.: Colchão de Espuma Flexível de Poliuretano :.

 

Objetivo da Análise
Justificativa da Análise
Normas e Documentos de Referência
Responsáveis pelos Ensaios
Marcas Analisadas
Informações das Marcas Analisadas
Ensaios Realizados
Resultados Gerais
Comentários
Conclusões
Conseqüências


Objetivo da Análise

A apresentação dos resultados obtidos nos ensaios realizados em colchão de espuma flexível de poliuretano para solteiro – densidade 33 é parte integrante dos trabalhos do Programa de Análise de Produtos desenvolvido pelo Inmetro com os seguintes objetivos:

    1. prover mecanismos para que o Inmetro mantenha o consumidor brasileiro informado sobre a adequação dos produtos aos Regulamentos e Normas Técnicas, contribuindo para que este faça escolhas melhor fundamentadas, tornando-o mais consciente de seus direitos e responsabilidades;
    2. fornecer subsídios para a indústria nacional melhorar continuamente a qualidade de seus produtos;
    3. diferenciar os produtos disponíveis no mercado nacional em relação à sua qualidade, tornando a concorrência mais equalizada;
    4. tornar o consumidor parte efetiva deste processo de melhoria da qualidade da indústria nacional.

 

Deve ser destacado que estes ensaios não se destinam a aprovar marcas ou modelos de produtos. O fato das amostras analisadas estarem ou não de acordo com as especificações contidas em uma norma/regulamento técnico indica uma tendência do setor em termos de qualidade.

A partir dos resultados obtidos são definidas, pelas partes interessadas (fabricantes, representantes do meio acadêmico, órgãos responsáveis pela fiscalização, órgãos de defesa do consumidor, etc), as medidas necessárias para que o consumidor tenha, à sua disposição no mercado, produtos adequados às suas necessidades.

Entre as possíveis alternativas de medidas posteriores incluem incentivar a elaboração ou revisão da Norma ou Regulamento Técnico; incentivar a implantação ou aperfeiçoamento de programa setorial de melhoria da qualidade; criar processo de certificação do produto.

 

Justificativa da Análise

O homem ao atingir a idade de 60 anos terá passado 20 anos de sua vida deitado em um colchão, ou seja, toda pessoa passa, aproximadamente, 1/3 de sua vida deitada (cerca de 8 horas de sono por dia).

Várias pesquisas realizadas apontam que 90% dos problemas de dores de cabeça, torcicolos, dores na nuca, dores lombares e musculares, são decorrentes de noites mal dormidas em colchões inadequados.

Devido à várias solicitações por parte dos consumidores, o Inmetro decidiu analisar colchões de espuma objetivando verificar a conformidade destes produtos disponíveis no mercado nacional em relação aos requisitos da norma brasileira, ou seja, verificar se o consumidor tem acesso a produtos que atendam às suas necessidades e que não causem riscos à sua saúde.

 

Normas e Documentos de Referência

Os ensaios verificaram a conformidade das amostras de colchões analisadas com os seguintes documentos:

  • NBR 13578 – Colchão e colchonete de espuma flexível de poliuretano – Dimensões e tolerâncias – Padronização;
  • NBR 13579 – Colchão e colchonete de espuma flexível de poliuretano – Especificação.

 

Laboratório Responsável pelos Ensaios

Os ensaios foram realizados no Laboratório de Plásticos e Borrachas – Divisão de Química do Instituto de Pesquisas Tecnológicas – IPT, localizado em São Paulo – SP.

 

Marcas Analisadas

A seleção das marcas a serem analisadas foi precedida de uma pesquisa de mercado nos seguintes estados: São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Bahia e Paraná.

Das 19 marcas analisadas inicialmente, 6 marcas apresentavam o Selo de Qualidade Pró-Espuma. O Pró-Espuma é um programa de certificação realizado por uma associação de fabricantes de colchões e produtores de matéria-prima denominada INER – Instituto Nacional de Estudos do Repouso. As marcas de colchões que participam deste programa são analisadas de acordo com as normas técnicas estabelecidas pelo INER, normas estas baseadas nas normas brasileiras específicas para o produto.

 

 

Informações das Marcas Analisadas

Com relação às informações contidas na homepage sobre o resultados dos ensaios, você vai observar que identificamos as marcas dos produtos analisados apenas por um período de 90 dias. Julgamos importante que você saiba os motivos:

  • As informações geradas pelo Programa de Análise de Produtos são pontuais, podendo ficar desatualizadas após pouco tempo. Em vista disso, tanto um produto analisado e julgado adequado para consumo pode tornar-se impróprio, como o inverso, desde que o fabricante tenha tomado medidas imediatas de melhoria da qualidade, como temos freqüentemente observado. Só a certificação dá ao consumidor a confiança de que uma determinada marca de produto está de acordo com os requisitos estabelecidos nas normas e regulamentos técnicos aplicáveis. Os produtos certificados são aqueles comercializados com a marca de certificação do Inmetro, objetos de um acompanhamento regular, através de ensaios, auditorias de fábricas e fiscalização nos postos de venda, o que propicia uma atualização regular das informações geradas.
  • Após a divulgação dos resultados, promovemos reuniões com fabricantes, consumidores, laboratórios de ensaio, ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnica e outras entidades que possam ter interesse em melhorar a qualidade do produto em questão. Nesta reunião, são definidas ações para um melhor atendimento do mercado. O acompanhamento que fazemos pode levar à necessidade de repetição da análise, após um período de, aproximadamente, de 1 ano. Durante o período em que os fabricantes estão se adequando e promovendo ações de melhoria, julgamos mais justo e confiável, tanto em relação aos fabricantes quanto aos consumidores, não identificar as marcas que foram reprovadas.
  • Uma última razão diz respeito ao fato de a INTERNET ser acessada por todas as partes do mundo e informações desatualizadas sobre os produtos nacionais poderiam acarretar sérias conseqüências sociais e econômicas para o país.

 

Ensaios Realizados

Com exceção da verificação das informações contidas na rotulagem e verificação das dimensões dos colchões, todos os demais ensaios avaliam as propriedades da espuma.

Identificação
O colchão, para sua perfeita identificação, deve ter uma etiqueta costurada e nesta devem constar, obrigatoriamente, informações sobre nome do fabricante, marca do produto, dimensões do colchão, densidade nominal, suporte de carga da espuma (força de identação), data de fabricação, composição do tecido de revestimento e prazo de garantia

Dimensões (comprimento, largura e espessura)
Verifica se o comprimento, a largura e a espessura da espuma do colchão de solteiro, e suas tolerâncias, estão de acordo com o descrito na Norma.

Densidade
Este ensaio verifica a quantidade de matéria-prima utilizada para produzir 1 m3 de espuma. Comercialmente, este dado, representado pela letra D, serve como referência para que o consumidor defina que tipo de produto está adequado ao seu biotipo (relação entre peso/altura). A densidade deve ser apenas um fator de referência. Todos os colchões analisados foram classificados, segundo informações do fabricante ou revendedor, como sendo de densidade nominal 33 kg/m3.

Força de indentação e fator de conforto
A força de identação (suporte de carga), que deve estar vinculada ao valor da densidade, avalia o peso que espuma suporta sobre si, por metro quadrado. Esta força é o principal indicador da qualidade da espuma produzida, pois o material deve ser macio no início da deflexão (ato de deitar) e logo após resistir. Esta força também determina o fator de conforto nas regiões do corpo humano, na posição deitada, onde ocorrem os esforços máximos – ombros e quadris.

Deformação permanente à compressão
Este ensaio consiste na compressão da espuma por um determinado tempo, reduzindo o seu volume ao mínimo. Após a avaliação da perda de volume do material, define-se a capacidade de retorno à sua especificação inicial, determinando a durabilidade da espuma frente a um envelhecimento precoce induzido.  

Resistência mecânica (tensão de ruptura, alongamento e resistência ao rasgo)
Este ensaio verifica a qualidade da matéria-prima da espuma através das resistências mecânicas da espuma, definindo a reação da espuma frente a limites máximos.

Fadiga dinâmica (perda de espessura e perda de suporte)
Este ensaio avalia o desempenho da espuma do colchão, simulando o uso do produto pelo consumidor, prevendo sua fadiga (desgaste) por esforços continuados. O resultado deste ensaio indica o comportamento da espuma, quanto à sua dureza e deformação, após sofrer deflexões (atos de deitar e levantar).

Resultado Geral

Para que uma determinada marca seja considerada conforme, esta deve atender a todos os ensaios. As não conformidades detectadas no item que verifica a identificação dos colchões não serão consideradas no resultado geral, pois não prejudicam o desempenho do produto e/ou trazem risco à saúde do consumidor.

 

Comentários

O colchão deve ser adequado ao biotipo (relação peso/altura) de cada pessoa; deve ser firme e flexível, isto é, ser confortável e ao mesmo tempo dar a sustentação suficiente para suportar todo o peso do corpo sem ceder, proporcionando uma posição ortopedicamente correta que apoie o corpo e minimize os esforços musculares durante o repouso.

A tabela a seguir, transcrita da Norma NBR 13579 - Colchão e colchonete de espuma flexível de poliuretano, descreve a adequação entre biotipo e densidade (D) do colchão.

Massa
(kg)

Altura (m)

Até
1,50

1,51 a
1,60

1,61 a
1,70

1,71 a
1,80

1,81 a
1,90

Acima
de 1,90

Até 50

D-23

D-23(A)/20

D-23/20(A)

D-20

   

51 a 60

D-26

D-26(A)/23

D-26/23(A)

D-23

   

61 a 70

D-28

D-26/28(A)

D-26/28

D-26(A)/28

D-26

 

71 a 80

 

D-23

D-28/23(A)

D-28(A)/33

D-28

 

81 a 90

   

D-33

D-33(A)/28

D-33/28(A)

D-28

91 a 100

   

D-33

D-33

D-33

D-33

(A) Preferencialmente

 

Conclusões

Os resultados gerais obtidos denotam que existem falhas no processo de fabricação das espumas dos colchões.

Das amostras das 19 marcas analisadas, 10 (dez) marcas foram consideradas conformes em todos os ensaios que verificam a qualidade da espuma dos colchões.

As não conformidades detectadas nas amostras das marcas analisadas indicam que estas marcas não possuem as características específicas de um colchão de densidade 33 kg/m3 e, portanto, estão inadequados para os consumidores que utilizam este tipo de colchão, podendo causar, inclusive, dores de cabeça, torcicolos, dores na nuca, dores lombares e musculares.

Além disso, algumas constatações cabem ser destacadas.

  1. Para uma marca foram realizados ensaios em duas amostras distintas. A análise da primeira amostra, sem o Selo de Qualidade Pró-Espuma, comprada no mercado e com data de fabricação de 21/04/98, apresentou não conformidades nos ensaios de densidade e fadiga dinâmica. Por solicitação do fabricante, foram realizados novos ensaios em uma diferente amostra de colchão, com o Selo de Qualidade Pró-Espuma, também comprada no mercado, com data de fabricação de 16/03/99. Esta nova amostra atendeu a todos os requisitos ensaiados. As diferenças entre os resultados obtidos, entre a primeira e a segunda amostra, indicam que existem diferentes tendências de qualidade nos colchões desta marca encontrados no mercado e, portanto, à disposição do consumidor.
  2. Duas marcas de colchão apresentaram as especificações S 33 (Suporte 33) e AS 33 (Alto Suporte 33) em substituição à definição de densidade. Estas especificações induzem o consumidor, na decisão de compra, a comparar estes colchões com os colchões de densidade 33, sendo que, estes colchões, não possuem as características específicas de um colchão de densidade, efetivamente, 33.
  3. Nenhuma das marcas analisadas apresentavam, na sua rotulagem, a identificação da força de identação (suporte de carga). Porém, este dado, vinculado ao valor da densidade nominal, é o principal indicador da qualidade da espuma e, portanto, deve ser levado em consideração pelo consumidor na decisão de compra.
  4. Das 10 marcas consideradas conformes, 6 marcas apresentavam o Selo de Qualidade Pró-Espuma – INER.

Os resultados gerais obtidos demonstram a necessidade de ser agendada reunião com as partes interessadas (fabricantes, órgãos de defesa do consumidor, Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT, laboratórios independentes, etc) objetivando definir ações aplicáveis para tornar a concorrência mais equalizada, como a conveniência de estabelecer um programa, de adesão voluntária, denominado Declaração de Conformidade do Fornecedor.

 

Conseqüências

DATA AÇÕES
27/06/99 Divulgação no Programa Fantástico - Rede Globo de Televisão
Agosto/99 Divulgação na Revista Consumidor Teste
Acessibilidade
Acidente de Consumo: relate seu caso
Alerta Exportador!
Anuência - Importação
Atividades de Ensaios de Proficiência do Inmetro
Biocombustíveis
Carta de Serviços ao Cidadão
Cartilha Plugues e Tomadas
Consultas Públicas
Documentos Orientativos sobre Certificação ISO 9001:2008
Empresas Certificadas ISO 9001
Empresas Certificadas ISO 14001
Indique! Sugestão para o Programa de Análise de Produtos
Instaladores Registrados de Gás Natural Veicular (GNV)
Mapa de Localização do Campus
Marca, Símbolos e Selos Inmetro
Organismos de Certificação e de Inspeção Acreditados
Ouvidoria
Padronização de Produtos Pré-Medidos
Plugues e Tomadas
Portarias e Regulamentos Técnicos Metrológicos e de Avaliação da Conformidade
Produtos Analisados
Produtos e Serviços com Conformidade Avaliada
Programa Brasileiro de Avaliação da Conformidade - PBAC
Publicações
Sistema de Consulta de Recalls (DPDC)
Tabelas de Eficiência Energética - PBE


Nossos Endereços

  • Prédio da Rua Santa Alexandrina

    PABX: (21) 2563-2800

    Rua Santa Alexandrina, 416

    Rio Comprido - Rio de Janeiro - RJ

    CEP: 20261-232

  • Campus Xerém

    PABX: (21) 2679-9001

    Av. Nossa Senhora das Graças, 50

    Xerém - Duque de Caxias - RJ

    CEP: 25250-020

  • Prédio da Rua Estrela

    PABX: (21) 3216-1000

    Rua Estrela, 67

    Rio Comprido - Rio de Janeiro - RJ

    CEP: 20251-900

  • Superintendência de Goiás - Surgo

    PABX: (62) 3237-3500

    Av. Berlim, 627

    Setor Sul - Goiânia - GO

    CEP: 74170-110

  • Brasília

    PABX: (61) 3340-1710

    EQN 102/103 - Lote 1, Asa Norte

    Brasília - DF

    CEP: 70722-400

  • Superintendência do R. G. do Sul - Surrs

    PABX: (51) 3342-1155

    Rua 148, s/nº

    São Geraldo - Porto Alegre - RS

    CEP: 90240-581

Inmetro © 1993 - 2012. Todos os direitos reservados.