Portal do Governo Brasileiro
Página InicialInformações ao ConsumidorProdutos Analisados Ovos e Óleos - Teor de Gordura e Colesterol em Alimentos - 4º Parte
Fique Atento
  
.: Ovos e Óleos - Teor de Gordura e Colesterol em Alimentos - 4º Parte :.

Objetivo
Justificativa
Metodologia Utilizada
Laboratório Responsável Pelos Ensaios
Tipos de Produtos Alimentícios Analisados e Modo de Preparo
Informações das Marcas Analisadas
Ensaios Realizados
Conclusões
Informações ao Consumidor
Conseqüências

1. Objetivo

Tendo em vista a missão do Inmetro, quanto aos aspectos relacionados à qualidade no país, não só junto ao setor produtivo mas, à sociedade como um todo, entende-se que a melhoria dos hábitos alimentares é um importante fator para a da qualidade de vida da população.

Nesse sentido, aproveitando o fato do Programa de Análise de Produtos, da Divisão de Educação para Qualidade, divulgar periodicamente resultados de análises de produtos e serviços, decidimos, em parceria com o Hospital de Cardiologia de Laranjeiras, efetuar análises comparativas dos teores de colesterol e gordura saturada presentes nas carnes preparadas de diferentes maneiras, embutidos, leite e em seus derivados, entre outros alimentos. Dessa forma garantimos que os objetivos do Programa, no que diz respeito à educação dos consumidores, sejam atingidos, contribuindo para que façam melhores escolhas, tornando-os mais conscientes de seus direitos e responsabilidades.

Dada a grande quantidade de informações geradas nessa análise, dividimos a apresentação dos resultados em diferentes relatórios. Nos relatórios anteriores constam os resultados obtidos em carne bovina, suína, peixe, ave e crustáceo. Nesse relatório são apresentados os resultados obtidos nas análises de óleos de cozinha (canola, milho, girassol, soja) e ovos (light, de granja e caipira).

 

2. Justificvativa

Ver 1º Relatório sobre análise do teor de gorduras e colesterol em alimentos.

3. Metodologia Utilizada

Ver 1º Relatório sobre análise do teor de gorduras e colesterol em alimentos.

4. Laboratório Responsável pelos Ensaios

Ver 1º Relatório sobre análise do teor de gorduras e colesterol em alimentos.

5. Tipos de Produtos Alimentícios Analisados e Modo de Preparo

  • Óleos de Cozinha (canola, milho, girassol e soja)
  • Ovos (light, granja e caipira)

Utilizou-se o seguinte procedimento para o preparo das amostras:

  1. Óleos de cozinha: Cada amostra foi composta por uma lata de óleo de quatro diferentes marcas. O resultado de cada tipo de óleo (canola, milho, soja e girassol), é a média das quatro marcas analisadas.
  1. Ovos: Foram comprados no mercado amostras de ovos em que o fabricante informava na embalagem como sendo de granja, caipira e light. Cada amostra era composta por 6 ovos cozidos e homogeneizados.
    Em pesquisa de mercado realizada no Rio de Janeiro e Campinas foram encontradas somente duas marcas de ovos que indicavam ter menos colesterol que o normal (light). Essas duas marcas foram compradas e analisadas.

Informações das Marcas Analisadas

Com relação às informações contidas na homepage sobre o resultados dos ensaios, você vai observar que identificamos as marcas dos produtos analisados apenas por um período de 90 dias. Julgamos importante que você saiba os motivos:

  • As informações geradas pelo Programa de Análise de Produtos são pontuais, podendo ficar desatualizadas após pouco tempo. Em vista disso, tanto um produto analisado e julgado adequado para consumo pode tornar-se impróprio, como o inverso, desde que o fabricante tenha tomado medidas imediatas de melhoria da qualidade, como temos freqüentemente observado. Só a certificação dá ao consumidor a confiança de que uma determinada marca de produto está de acordo com os requisitos estabelecidos nas normas e regulamentos técnicos aplicáveis. Os produtos certificados são aqueles comercializados com a marca de certificação do Inmetro, objetos de um acompanhamento regular, através de ensaios, auditorias de fábricas e fiscalização nos postos de venda, o que propicia uma atualização regular das informações geradas.

  • Após a divulgação dos resultados, promovemos reuniões com fabricantes, consumidores, laboratórios de ensaio, ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnica e outras entidades que possam ter interesse em melhorar a qualidade do produto em questão. Nesta reunião, são definidas ações para um melhor atendimento do mercado. O acompanhamento que fazemos pode levar à necessidade de repetição da análise, após um período de, aproximadamente, de 1 ano. Durante o período em que os fabricantes estão se adequando e promovendo ações de melhoria, julgamos mais justo e confiável, tanto em relação aos fabricantes quanto aos consumidores, não identificar as marcas que foram reprovadas.

  • Uma última razão diz respeito ao fato de a Internet ser acessada por todas as partes do mundo e informações desatualizadas sobre os produtos nacionais poderiam acarretar sérias conseqüências sociais e econômicas para o país.

 

6. Ensaios Realisados

Óleos - O colesterol é uma substância produzida pelo próprio organismo, principalmente no fígado, e está presente em várias partes do corpo, sendo abundante no líquido biliar. O corpo humano precisa dele para desempenhar uma série de funções: faz parte da constituição da membrana que reveste as células dos tecidos e constitui matéria-prima para a fabricação de ácidos biliares, hormônios e vitamina D. Portanto, ninguém pode viver sem colesterol.

Os problemas começam quando as pessoas apresentam excesso de colesterol no sangue. Alimentos ricos em gorduras saturadas podem também elevar a taxa de colesterol, porque o fígado as transforma em colesterol. Uma alimentação muito rica em gorduras saturadas faz com que o colesterol excedente se deposite nas paredes das artérias, que ficam mais estreitas e impedem o sangue de chegar ao cérebro. Esse bloqueio causa uma doença chamada arteriosclerose. A arteriosclerose é a principal causa de morte por problemas cardíacos e circulatórios.

Outro problema decorrente da alta taxa de colesterol no sangue é a insuficiência cardíaca. De acordo com dados do SUS (Sistema Único de Saúde), a ocorrência de casos de doenças coronarianas aumentou no país e atualmente é a principal causa de internações e óbitos entre as doenças do aparelho circulatório.

Os valores de gordura saturada e gordura insaturada (monoinsaturada e ômega 3), discriminados no gráfico a seguir, referem-se às médias dos valores encontrados nas quatro amostras (gráfico 1). As gorduras insaturadas, são compostas por dois tipos básicos: as polinsaturadas e as monoinsaturadas, sendo que entre elas a mais conhecida é a Ômega 3. Uma de suas funções é ajudar a diminuir o colesterol sangüíneo, aumentando a quantidade de HDL (lipoproteína de alta densidade), que é uma subcategoria do colesterol, que trabalha absorvendo a gordura e limpando as artérias, depositando a maior parte do colesterol no fígado, que é capaz de quebrar as moléculas de colesterol e eliminá-las do corpo, diminuindo com isso o risco de problemas cardíacos:



· Ovos: Os valores de colesterol discriminados no gráfico a seguir se referem a média de 6 ovos cozidos e homogeneizados (gráfico 2):

7. Conclusões

De acordo com os resultados das análises em óleos (gráfico 1), podemos concluir que:

Óleo de canola obteve os melhores resultados em todos os teores analisados, possuindo o menor teor de gordura saturada, que pode ocasionar aumento do colesterol e os maiores teores de gordura monoinsaturada e ômega 3, que atuam absorvendo gordura e melhorando a taxa de colesterol.

A vantagem do óleo de soja em relação aos óleos de girassol e milho é o teor mais alto de ômega 3, o que compensa o teor de gordura saturada que é o maior entre os óleos.

O óleo de girassol, devido ao menor teor de gordura saturada, é melhor que o óleo de milho que possuindo maior teor pode contribuir para o aumento da taxa de colesterol.

De acordo com os resultados das análises em ovos (gráfico 2), podemos concluir que:

Não houve diferença significativa, no teor de colesterol, entre as amostras dos três tipos de ovos analisados. A diferença entre o maior e menor teor de colesterol foi menor que 7%, bem diferente dos 20% e 40% indicados por algumas marcas.

O Inmetro, baseado nos dados acima, irá realizar uma análise específica em ovos light para verificar os teores de colesterol indicados pelos produtores.

8. Informações ao Consumidor

Com base nas conclusões do relatório, citamos abaixo algumas dicas de como desenvolver hábitos alimentares mais saudáveis.

A reutilização do óleo usado para fritar os alimentos deve ser evitada, pois este tipo de processo vai aumentando o teor de gordura saturada, devido a absorção, pelo óleo, da gordura liberada pelos alimentos fritos.

Todo o colesterol do ovo está presente na gema, por isso receitas que utilizam somente a clara são recomendadas para os consumidores com altas taxas de colesterol.

Conseqüências

DATA

AÇÕES

05/08/2001

Divulgação no Programa "Fantástico" da Rede Globo de Televisão - Ovos e Óleos


Nossos Endereços

  • Rio de Janeiro
    PABX: (21) 2563-2800
    Rua Santa Alexandrina, 416
    Rio Comprido - Rio de Janeiro - RJ
    CEP: 20261-232

  • Campus Xerém
    PABX: (21) 2679-9001
    Av. Nossa Senhora das Graças, 50
    Xerém - Duque de Caxias - RJ
    CEP: 25250-020

  • Superintendência de Goiás - Surgo
    PABX: (62) 3237-3500
    Rua 148, s/n
    Setor Sul - Goiânia - GO
    CEP: 74170-110

  • Superintendência do R. G. do Sul - Surrs
    PABX: (51) 3342-1155
    Av. Berlim, 627
    São Geraldo - Porto Alegre - RS
    CEP: 90240-581

  • Brasília
    PABX: (61) 3340-1710
    Setor de Indústrias Gráficas - Quadra 1, lote 985, 1º andar, Edifício Centro Empresarial Parque Brasília
    Brasília - DF
    CEP: 70610-410

Inmetro © 1993 - 2012. Todos os direitos reservados. Ícones de mídias sociais feitos por SimpleIcon from www.flaticon.com licenciado por CC 3.0 BY