Portal do Governo Brasileiro
Página InicialNotícias e Eventos

13/9/2018   
.: Inmetro e Firjan realizam Workshop Técnico Gestão Hídrica na Indústria :.

O Inmetro e a Firjan realizaram, nesta terça-feira, 11 de setembro, no Rio, o “Workshop Técnico Gestão Hídrica na Indústria”. Voltado para empresas industriais de pequeno e médio portes do estado, o evento debateu ferramentas de gestão e melhoria da eficiência do uso de água nos processos industriais, incluindo a apresentação de cases de sucesso. O encontro foi realizado no âmbito do projeto “Promoting Innovation in the Green Economy by including Quality Infrastructure in Latin America and the Caribbean”, parceria entre o Inmetro e o Physikalisch-Technische Bundesanstalt (PTB), seu órgão congênere na Alemanha.

O conteúdo debatido no encontro estava alinhado com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) do Protocolo Internacional da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), por meio do qual o Brasil assumiu o compromisso de implementar a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. O Inmetro, em seu rol de atividades, tem interface, especialmente, com o ODS 9, referente à indústria e à inovação, e o ODS 12, de consumo e produção responsável. O Workshop está ligado, ainda, ao Grupo de Trabalho de Metrologia para Sustentabilidade da Diretoria de Metrologia Científica e Tecnologia do Instituto, que desenvolve estudos e métricas para análise de sustentabilidade, projetos de economia circular e desenvolvimento de novos produtos e serviços com o aproveitamento de resíduos.

Durante a abertura, Paulo Furio, gerente de Tecnologia e Inovação dos Institutos Senai de Tecnologia Ambiental e de Inovação em Química Verde, reforçou que o Workshop pretendia “discutir problemas relacionados à gestão hídrica nas indústrias e debater possibilidades de saídas, num nível técnico e tecnológico muito avançado”:

“Nossos institutos de inovação estão preparados para realizar estudos de viabilidade técnica e econômica de projetos e buscar recursos para implementá-los, minimizando o máximo possível os riscos inerentes à inovação”, complementou.

O presidente do Inmetro, Carlos Augusto de Azevedo, ressaltou a relevância da questão hídrica para a indústria brasileira, destacando aspectos ligados à pesquisa:

“Nossa matriz energética no Brasil é basicamente hídrica. A gestão da água é um tema complexo. Em poucos anos, mesmo com técnicas de reúso ou aproveitamento de água da chuva, deverão se desenvolver outras soluções, como centrais energéticas capazes de dessalinizar a água do mar para atender à demanda das grandes cidades. Existe uma ordem, passos a serem seguidos para inovar nesse sentido: a pesquisa científica, o desenvolvimento tecnológico de ferramentas adequadas e então a aplicação. É preciso conhecer o problema a fundo para se saber onde e como investir”, afirmou o presidente, que colocou à disposição das empresas os cerca de 60 laboratórios de pesquisa multiusuários presentes no Campus do Inmetro, em Xerém, para parceria no desenvolvimento de projetos tecnológicos.

Na parte da manhã, foram apresentados ainda painéis sobre “Uso de água e gestão hídrica na indústria” (com Jorge Peron, Gerente de Sustentabilidade da Firjan, e Luiz Eduardo São Thiago, Coordenador do Instituto de Tecnologia Ambiental Firjan Senai); “Ciclo de vida e a ferramenta Pegada Hídrica” (Maria Clea Brito Figueiredo, pesquisadora da Embrapa); e “Ecologia Industrial”, com foco no setor de água (Fernando Pellegrini Pessoa - Senai Cimatec).

À tarde, os participantes conheceram o manual de gestão hídrica da Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim), apresentado pelo coordenador da Comissão de Meio Ambiente da entidade, Mauro Machado Júnior, e assistiram à palestra “Como os regulamentos do Inmetro colaboram para solucionar problemas no mercado de produtos e serviços”, conduzida pelo chefe da Divisão de Qualidade Regulatória do Inmetro, Fernando Goulart.

“Monitoramos permanentemente o cenário internacional da regulamentação. Nossa indústria precisa se adaptar para estar alinhada aos aspectos ambientais exigidos pelo mercado externo e pelos consumidores. Investir em meio ambiente não deve ser entendido como um “custo”: é um investimento importante, sem o qual não conseguiremos alcançar novos mercados”, comentou Goulart.

Em seguida, foram apresentados cases de sucesso da grande indústria, com representantes da Natura, da Ambev e da NewSteel, vencedora do Prêmio Firjan de Ação Ambiental 2018. Os temas discutidos abriram caminho para uma dinâmica de mesa redonda, em que os participantes puderam detectar, coletivamente, as principais barreiras para a implantação de soluções para a gestão da água nas PMEs, bem como as soluções existentes e os caminhos necessários.

De posse das informações coletadas por meio da escuta ativa das demandas durante a dinâmica, o Inmetro e a Firjan desenvolverão um plano de ações para o próximo ano, voltado a atender às necessidades das empresas.


Jornal Na Medida
Notícias sobre o recall de brinquedos


Nossos Endereços

  • Rio de Janeiro
    PABX: (21) 2563-2800
    Rua Santa Alexandrina, 416
    Rio Comprido - Rio de Janeiro - RJ
    CEP: 20261-232

  • Campus Xerém
    PABX: (21) 2679-9001
    Av. Nossa Senhora das Graças, 50
    Xerém - Duque de Caxias - RJ
    CEP: 25250-020

  • Superintendência de Goiás - Surgo
    PABX: (62) 3237-3500
    Rua 148, s/n
    Setor Sul - Goiânia - GO
    CEP: 74170-110

  • Superintendência do R. G. do Sul - Surrs
    PABX: (51) 3342-1155
    Av. Berlim, 627
    São Geraldo - Porto Alegre - RS
    CEP: 90240-581

  • Brasília
    PABX: (61) 3340-1710
    Setor de Indústrias Gráficas - Quadra 1, lote 985, 1º andar, Edifício Centro Empresarial Parque Brasília
    Brasília - DF
    CEP: 70610-410

Inmetro © 1993 - 2012. Todos os direitos reservados. Ícones de mídias sociais feitos por SimpleIcon from www.flaticon.com licenciado por CC 3.0 BY