Portal do Governo Brasileiro
Sites de InteresseMapa do SiteOuvidoriaFale com o Inmetro
Página Inicial

Acreditação Nº 325
Data da Acreditação 01/02/2006
ACREDITAÇÃO VIGENTE Clique aqui para mais informações.
Última Revisão do Escopo 25/03/2020
Razão Social METROSUL SOLUÇÕES EM METROLOGIA LTDA.
Nome do Laboratório LABORATÓRIO METROSUL
Situação Ativo
Endereço RUA DA VÁRZEA, 236
Bairro JARDIM SÃO PEDRO
CEP 91040600
Cidade PORTO ALEGRE
UF RS
Telefone (51) 3345-2266
Fax (51) 3345-2266

Grupo de Serviço de Calibração TEMPERATURA E UMIDADE
Gerente Técnico Maicon Luis de Souza
Email maicon.souza@mecq.com.br

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO - ABNT NBR ISO/IEC 17025 - CALIBRAÇÃO


Descrição do Serviço Parâmetro, Faixa e Método Capacidade de Medição e Calibração (CMC)

(Realizados nas instalações permanentes)

INSTRUMENTOS DE MEDIÇÃO DE TEMPERATURA
Medidor de Temperatura para Sensor Termopar-100 a 1000 ºC 0,30 °C
Método de comparação direta com fonte de tensão ou simulador de termopar de referência
Medidor de Temperatura para Sensor Termorresistivo ou Outros Sensores-100 a 400ºC 0,059 °C
Método de comparação direta com década resistiva ou resistores ou calibrador de referência

INSTRUMENTOS DE MEDIÇÃO DE UMIDADE
Medidor de Umidade Relativa.24 a 90%UR (Temperatura de referência: 20 ºC) 0,92 %UR a 1,32 %UR
Método de comparação com medidor de umidade relativa de referência

SIMULADORES (CALIBRADORES)
Simulador de Termopares-100 a 1200°C 0,33°C
Método de comparação direta com medidor de tensão ou multímetro ou calibrador de termopar de referência
Simulador de Termorresistência-100 a 400°C 0,24°C
Método de comparação direta com medidor de resistência ou multímetro ou calibrador

TERMOMETRIA DE CONTATO
Medidor de Temperatura com Sensor Termopar-40 ºC a 400 ºC 0,28 ºC
>400 ºC a 600 °C 0,28 °C
>600 ºC a 1000 °C 1,60 °C
Método de comparação com terrmoresistência de referência
Método de comparação com termômetro digital de referência
Método de comparação com termopar de referência
Medidor de Temperatura com Sensor Termorresistivo ou Outros Sensores-40 ºC a 400 ºC 0,28 °C
Método de comparação com terrmoresistência de referência
Método de comparação com termômetro digital de referência
Termômetro de Líquido em Vidro-40 a 40ºC 0,28°C
>40 a 90°C 0,29°C
>90 a 200°C 0,32°C
>200 a 400°C 0,39°C
Método de comparação com termômetro digital de referência
Termômetro Mecânico-40 a 40ºC 0,28°C
>40 a 90°C 0,29°C
>90 a 200°C 0,32°C
>200 a 400°C 0,47°C
Método de comparação com terrmoresistência de referência
Método de comparação com termômetro digital de referência

(Realizados nas instalações do cliente)

INSTRUMENTOS DE MEDIÇÃO DE TEMPERATURA
Medidor de Temperatura para Sensor Termopar-100 a 1000°C 0,32°C
Método de comparação direta com fonte de tensão ou simulador de termopar de referência
Medidor de Temperatura para Sensor Termorresistivo ou Outros Sensores-100 a 400ºC 0,10 °C
Método de comparação direta com década resistiva ou resistores ou calibrador de referência

TERMOMETRIA DE CONTATO
Medidor de Temperatura com Sensor Termopar-40ºC a 400 ºC 0,34 ºC
>400 ºC a 1000 ºC 0,34 °C
Método de comparação com terrmoresistência de referência
Método de comparação com termômetro digital de referência
Método de comparação com termopar de referência
Medidor de Temperatura com Sensor Termorresistivo ou Outros Sensores-40 ºC a 400 ºC 0,34 °C
Método de comparação com terrmoresistência de referência
Método de comparação com termômetro digital de referência
Termômetro Mecânico>90 ºC a 200 ºC 0,38°C
-40 a 90 ºC 0,34°C
>200 ºC a 400 ºC 0,47°C
Método de comparação com terrmoresistência de referência
Método de comparação com termômetro digital de referência



Observações:

  1. A capacidade de medição e calibração (CMC) refere-se á menor incerteza que o Laboratório é capaz de obter, com uma probabilidade de abrangência ou nível da confiança de aproximadamente 95%. Caso o laboratório utilize mais de um método para realizar uma determinada calibração ou medição, a CMC se referirá ao método pelo qual o laboratório obtém a menor incerteza de medição. (Ver NIT-Dicla-021)
  2. A CMC identificada por um asterisco (*) não inclui todas as contribuições oriundas do instrumento ou padrão calibrado ou do dispositivo medido.
  3. O Laboratório poderá declarar em seus certificados de calibração, incertezas de medição maiores que a sua CMC, devido às contribuições relativas ás propriedades ou características do padrão ou instrumento de medição calibrado.