Portal do Governo Brasileiro
Sites de InteresseMapa do SiteOuvidoriaFale com o Inmetro
Página Inicial

Acreditação Nº 185
Data da Acreditação 27/12/2001
ACREDITAÇÃO VIGENTE Clique aqui para mais informações.
Última Revisão do Escopo 05/09/2019
Razão Social INSTITUTO DE PESOS E MEDIDAS DO ESTADO DE SÃO PAULO - IPEM-SP
Nome do Laboratório DEPARTAMENTO DE METROLOGIA CIENTÍFICA E INDUSTRIAL - DMCI
Situação Ativo
Endereço RUA MURIAÉ, 154
Bairro Vila D. Pedro I
CEP 04269900
Cidade SÃO PAULO
UF SP
Telefone (11) 3581-2428
Fax (11) 3581-2434

Grupo de Serviço de Calibração MASSA
Gerente Técnico MARIO ONO
Email calibracao@ipem.sp.gov.br

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO - ABNT NBR ISO/IEC 17025 - CALIBRAÇÃO


Descrição do Serviço Parâmetro, Faixa e Método Capacidade de Medição e Calibração (CMC)

(Realizados nas instalações permanentes)

MEDIDAS DE MASSA
Medição de Massa de Peças Diversas1 mg até 50 kg 0,004 mg - 0,07 g
Método de comparação com pesos-padrões

PADRÕES DE MASSA
Peso Padrão1 mg até 10 mg 0,002 mg
20 mg até 100 mg 0,003 mg
200 mg 0,004 mg
500 mg 0,004 mg
1 g 0,005 mg
2 g 0,005 mg
5 g 0,006 mg
10 g 0,008 mg
20 g 0,011 mg
50 g 0,017 mg
100 g 0,04 mg
200 g 0,07 mg
500 g 0,15 mg
1 kg 0,4 mg
2 kg 0,7 mg
5 kg 2 mg
10 kg 4 mg
20 kg 10 mg
50 kg 0,07 g
Método de comparação com pesos-padrões

(Realizados nas instalações do cliente)

INSTRUMENTOS DE MEDIÇÃO DE MASSA
Balança1 mg a 200 mg de 0,003mg a 0,005 mg
> 200 mg a 1 g > 0,005mg a 0,009mg
> 1 g a 20 g > 0,009mg a 0,032mg
> 20 g a 200 g > 0,032mg a 0,25mg
> 200 a 2 kg > 0,25mg a 2,5mg
> 2 kg a 20 kg > 2,5mg a 25mg
> 20 kg a 100 kg > 25mg a 0,19g
> 100 kg a 200 kg > 0,19g a 3,3g
> 200 kg a 500 kg > 3,3g a 8,2g
Método de comparação com pesos-padrões



Observações:

  1. A capacidade de medição e calibração (CMC) refere-se á menor incerteza que o Laboratório é capaz de obter, com uma probabilidade de abrangência ou nível da confiança de aproximadamente 95%. Caso o laboratório utilize mais de um método para realizar uma determinada calibração ou medição, a CMC se referirá ao método pelo qual o laboratório obtém a menor incerteza de medição. (Ver NIT-Dicla-021)
  2. A CMC identificada por um asterisco (*) não inclui todas as contribuições oriundas do instrumento ou padrão calibrado ou do dispositivo medido.
  3. O Laboratório poderá declarar em seus certificados de calibração, incertezas de medição maiores que a sua CMC, devido às contribuições relativas ás propriedades ou características do padrão ou instrumento de medição calibrado.